Boxer

boxer1

boxer1

O Boxer é brincalhão e ótimo para crianças. Ele precisa de um quintal e bastante espaço para correr e se exercitar.

Família: cão de gado, mastiff
Grupo do AKC: Trabalhadores
Área de origem: Alemanha
Função Original: luta com touros, cão de guarda
Tamanho médio do macho: Alt: 57-63 cm, Peso: 29-36 kg
Tamanho médio da fêmea: Alt: 53-59 cm, Peso: 22-29 kg
Outros nomes: nenhum
Posição no ranking de inteligência: 48ª posição

Origem e história da raça

O Boxer vem de duas raças da Europa central que não existem mais: o grande Danzinger Bullenbeisser e o pequeno Brabenter Bullenbeisser. Bullenbeisser quer dizer “mordedor de touros”, e esses cães eram usados para prender grandes animais (javalis selvagens, veados e pequenos ursos) até que o caçador chegasse para matá-los. Isso exigia um cachorro grande, com mandíbulas poderosas e narinas recuadas para que o cachorro pudesse respirar enquanto mantinha as mandíbulas presas em um animal. Qualidades parecidas eram necessárias para os cães das lutas com touros, um esporte popular em muitos países europeus. Na Inglaterra, o Bulldog era raça preferida para esse esporte, enquanto na Alemanha eram usados os cães do tipo mastiff grandes. Por volta de 1830, caçadores alemães começaram a criar uma nova raça, cruzando seus bullenbaisers com cães do tipo mastiff em função do tamanho, com terriers pela resistência e, depois, com bulldogs. O resultado foi um cão ágil com um corpo resistente e muita força. Quando as lutas com touros ficaram ilegais, eles passaram a ser usados como cães carniceiros na Alemanha, controlando o gado dos abatedouros. Em 1895, uma raça inteiramente nova tinha surgido. Apesar da origem do nome ser obscura, é possível que venha do alemão “boxl”, como eram chamados nos abatedouros. O Boxer foi uma das primeiras raças usadas como cães policiais e militares na Alemanha. Em 1900, a raça tinha se tornado de uso geral, animal de estimação e até mesmo cão de exposição. O AKC reconheceu a raça logo depois, mas só nos anos 40 ela chegou ao auge da popularidade, chegando a se tornar a mais popular da América.

Temperamento do Boxer

O Boxer é brincalhão, exuberante, curioso, expressivo, devotado e extrovertido. Ele é um companheiro perfeito para uma família ativa. Ele pode ser teimoso, mas responde bem aos comandos. Geralmente se dá bem com outros cães e animais da casa.

Como cuidar de um Boxer
O Boxer precisa de atividade mental e física todos os dias. Ele gosta de correr, mas também se satisfaz com longos passeios com coleira. Ele não se sente bem em climas quentes e não é um cachorro para viver fora da casa. Ele vive melhor se puder dividir seu tempo entre a casa e o quintal. Alguns roncam. O pelo é fácil de manter, e basta escová-lo de vez em quando para remover pelos mortos.

Saúde do Boxer

Principais Preocupações: cardiomiopatia, SAS,displasia de quadril
Preocupações Menores: torção gástrica, tumores, degeneração do disco invertebral, erosão da córnea, colite
Vistos Ocasionalmente: nada
Exames Sugeridos: coração, quadris
Expectativa de vida: 8-10 anos
Observações: sensível ao calor e à anestesia por serem cães braquicefálicos. Boxers brancos podem ser surdos.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *